1.jpg

Livro "Empreendedorismo Social: o que todo mundo deveria saber"


empreendedorismosocial

“Empreendedorismo social é um processo pelo qual cidadãos constroem ou transfonam instituições no sentido de apresentar soluções para problemas sociais, tais como a pobreza, as doenças, o analfabetismo, a destruição ambiental, o abuso a direitos humanos e a corrupção, objetivando, assim, criar uma vida melhor para muitas pessoas“.

David Bornstein e Susan Davis

Ficha técnica:

Título original: Social Entrepreneurhsip: what everyone need to know

País: Estados Unidos

Autores: David Bornstein e Susan Davis

Editora: Oxford University Press

Ano: 2010

Resolvi elaborar breve resenha de um livro que considero fundamental para aqueles que querem compreender ou participar do convidativo campo de empreendedorismo social. Se você é candidato a empreendedor – ou já é um –; se é professor, jornalista ou entusiasta, essa é uma obra única, de base e de referência. Alias, não compreendo por que até hoje o livro não foi traduzido para o português.

“Empreendedorismo social: o que todo mundo deveria saber” (tradução livre) foi escrito por dois autores. O jornalista David Bornstein, tem como foco de atuação a inovação social , é colunista no New York Times e autor de outros dois grandes livros: “How to Change the World” e “The Price of a Dream”, ambos sobre empreendedorismo social. Já a outra autora, Susan Davis, é palestrante e especialista em desenvolvimento internacional e empreendedorismo social e lidera a BRAC nos Estados Unidos. A BRAC (Bangladesh Rural Advancement Committee) conduz programas para aliviar a pobreza, usando métodos como o microcrédito, educação, saúde, serviços legais e empoderando comunidades.

Em linhas gerais a obra busca responder a 23 perguntas agrupadas em três grandes partes: (1) definindo empreendedorismo social, (2) obstáculos que dificultam as mudanças; e (3) prevendo uma sociedade inovadora.

A primeira parte do livro (perguntas de 1 a 9) foca na definição e nos principais conceitos relacionados ao empreendedorismo social – não somente como um campo ou um movimento, mas também como um mecanismo para organizar a solução de problemas sociais. Apresenta ainda como um negócio social difere de outras formas de organização que também possuem engajamento social e como isso se desdobra a um nível individual de comportamento. Já que não existe nenhuma definição universal, existem qualidades comuns entre os empreendedores sociais bem sucedidos e suas organizações e é isso que os autores procuram trazer.

Na segunda etapa, por meio das respostas às perguntas 10 a 15, o objetivo é apresentar de forma clara as principais dificuldades que o empreendedor social irá encontrar n