© 2014 Mude, Você, o Mundo! Empreendedorismo Social.

Todo material pode ser utilizado desde que citada a fonte.

1.jpg
  • Gabriel Cardoso

Existe um empreendedor social dentro de todos nós


Acho que todo mundo alguma vez na vida já se questionou se de fato fazia o que amava. Eu, particularmente, só consegui me encontrar profissionalmente quando pedi demissão de uma multinacional brasileira para empreender, tinha 27 anos na época. Não sabia como seria, só sabia o que eu queria, ajudar, causar impacto e trabalhar com o que eu sabia fazer.

Quantas vezes você parou e pensou: eu realmente amo o que faço? Eu nasci para isso? Eu me questionava isso diariamente enquanto trabalhava, mas ia além, me perguntava: qual é o meu papel no mundo? Sou capaz de mudar o mundo? Sou capaz de contribuir por um mundo melhor?

Você nunca se fez essas perguntas? Acredito que como cidadãos, devemos sempre nos questionar o que temos que fazer para viver em um mundo melhor, mais justo, correto e engajado. Foi em meio a esses questionamentos que descobri que trabalhava sem propósito.

Temos que ter um propósito na vida, algo que nos mova, que faça sentido. Para cada pessoa esse sentido vem em algum momento, alguns encontram isso mais cedo, outros quando mais velhos. Mas, a verdade é que encontrei esse sentido quando me tornei uma empreendedora social. Teremos tempo aqui nesse espaço para nos conhecer, quero ainda falar sobre diferentes temas de impacto social, capitalismo consciente, temas atuais, voluntariado, e por ai vai. Mas, gostaria de começar falando de alguns livros e vídeos que me guiaram e me fizeram achar esse propósito, afinal, talvez muitas pessoas ainda não tenham encontrado esse sentimento e quem sabe compartilhando aqui algumas indicações vocês possam encontrar isso.

Recentemente li uma reportagem falando da frustração da geração que está hoje em torno dos 30 anos. Eu tenho 30 e posso dizer, não me deixei ser frustrada, talvez se tivesse optado pelo caminho “mais simples”, ou tradicional, ou da ansiedade, característico até da minha geração, a conhecida geração Y, eu estaria hoje frustrada. No entanto, quando paro e penso a sensação é contrária, estou totalmente realizada e querendo fazer muito mais e isso se dá pelo fato de eu ter ido em busca do sentido, do propósito de vida, o verdadeiro why, o porquê da sua vida. Talvez essa seja a magia do empreendedorismo social, você de fato trabalha com propósito, é quando você consegue unir o que você sabe fazer, o que você pode fazer, com impactar o mundo e no sentido amplo da palavra mesmo, porque se com o seu trabalho você já consegue impactar uma pessoa, o efeito é cascata, ela impactada por você vai impactar outros e assim por diante.

Sem mais reflexões, quero deixar aqui algumas dicas para vocês refletirem, quem sabe também pode ajudar a vocês ou ao menos inspirar. Meu objetivo é daqui para frente nesse espaço também debater temas abordados nessas indicações:

TED DAN PALLOTTA: Dan é um, fundador da AIDSRide e conhecido por ser um excelente captador de recursos para ações sociais de impacto. Ele consegue de forma direta tratar sobre o tema de caridade, sobre a forma como vemos empreendedores sociais e como de fato devemos trabalhar de forma efetiva para que um negócio social dê certo. Basicamente é um convite para que possamos repensar a maneira que pensamos em mudar o mundo.

FILME BLOOD BROTHER: um filme em forma de documentário, é a história do Rocky Braat, um jovem americano que foi viajar para Índia, lá encontrou um grupo de crianças soropositivas que vivem em um orfanato. A partir dai sua vida muda, ele decide então deixar sua vida, amigos e carreira para viver com as crianças. O documentário feito pelo seu melhor amigo, retrata Rocky, as condições extremas de vida em que vivem, morte, dificuldades e por ai vai. Blood Brother é uma história de amizade. É uma história de vida, mas é também uma história sobre o amor e dedicação ao próximo.

LIVRO Como encontrar o trabalho da sua vida, Roman Krznaric: Acho o título fraco, mas o conteúdo é extremamente rico. É basicamente um guia prático para que as pessoas possam lidar com opções de escolha a nossa volta, como superar o medo da mudança, como encontrar uma carreira que as faça crescer, são temas abordado de forma inteligente, com riqueza, história, filosofia, cultura e casos reais. Recomendo tudo da The School of Life e certamente falarei mais deles aqui. Definitivamente foi um dos livros que me fez largar tudo e seguir com a minha empresa Volunteer Vacations.

Certamente existem mais coisas que gostaria de colocar aqui, e vou, mas começo com esses e depois falaremos sobre outros. Esses três demonstram a nossa capacidade de atuar, temos que entender que somos sim agentes de transformação, que somos capazes de impactar socialmente e que na realidade devemos fazer isso. Temos que entender que não é porque não acontece perto de você, que não acontece. Sabendo disso, devemos refletir em como podemos atuar, como podemos ser mais ativos contribuindo de forma efetiva para uma mudança positiva e sustentável de uma sociedade. Somos todos capazes.

Marina Serra

Mariana Serra é co-fundadora e idealizadora da Volunteer Vacations, é palestrante, formada em Relações Internacionais pela ESPM-RJ. Saiba mais sobre ela AQUI.

#empreendedorismosocial #propósito #dicas #filmes #livro

25 visualizações
  • Twitter
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • LinkedIn ícone social